Escritores e o fascismo: quando pensar mata

Para os desavisados: literatura tem TUDO a ver com política! Já se fala até em proibição de livros. Escritores, jornalistas, estudantes e artistas sempre foram vítimas diretas da ditadura no Brasil e nos governos fascistas pelo mundo, ao contrário do que declarou o candidato à República brasileira que, "nas ditaduras só desapareceram bandidos". Mesmo os … Continuar lendo Escritores e o fascismo: quando pensar mata

Poesia concreta brasileira

O Concretismo no Brasil "impôs- se" em 1956, segundo Alfredo Bosi. Antes disso, em 1952, surgiu uma antologia "Noigrandes", composta por Haroldo Campos, Augusto de Campos e Décio Pignatari, creio que os escritores mais importantes e, digamos, "puros" nesse gênero, pois desenharam uma poesia carregada de significados, poesia pra ver. Veja alguns exemplos: Essa é … Continuar lendo Poesia concreta brasileira

Os Natais de Fernando Pessoa

A ceia de Natal em Portugal chama- se "consoada", de "consolar". O prato principal, normalmente, é o bacalhau com ovos e couves regado com muito azeite de oliva. De sobremesa, o bolo rei e as rabanadas. Apesar dessa data ser feliz para muita gente por causa das reuniões familiares, dos comes e bebes, além da … Continuar lendo Os Natais de Fernando Pessoa

Manuel Bandeira e Drummond no Parque dos Poetas em Portugal

Alguns sonhadores pensaram que seria uma boa ideia criar um parque onde a poesia fosse a grande atração. E realmente foi uma excelente ideia! Alguns dos idealizadores do parque:  Isaltino Morais, presidente da Câmara de Oeiras (1985-1989), o poeta e escritor David Mourão-Ferreira e o escultor Francisco Simões. O Parque dos Poetas é grande, tem "22 hectares … Continuar lendo Manuel Bandeira e Drummond no Parque dos Poetas em Portugal

Resenha: 24 horas na vida de uma mulher”, de Stefan Zweig

Essa é a primeira obra que li de Stefan Zweig (1881- 1942), escritor austríaco, que faleceu em Petrópolis (Rio de Janeiro) junto à esposa Lotte. O casal judeu cometeu suicídio motivado pela guerra (Holocausto) que acontecia na Europa. A obra agradou- me muito, recomendo! Veja a carta  de despedida que o autor deixou: DECLARAÇÃO Antes … Continuar lendo Resenha: 24 horas na vida de uma mulher”, de Stefan Zweig

Você sabe o que significa “serendipity”?

O termo "serendipidade" vem do inglês "serendipity". A palavra foi inventada pelo escritor britânico Horace Walpole (século XVIII), ela apareceu em um dos seus contos. O "serendipismo" acontece quando algo muito legal surge por acaso. Exemplo: um físico está estudando sobre a teoria de cordas e descobre um novo elemento químico, que não tem nada a … Continuar lendo Você sabe o que significa “serendipity”?

Uma ode à liberdade: “Trova de vento que passa”, de Manuel Alegre

O escritor e político português Manuel Alegre (Águeda, 12/05/36) faz parte do Partido Socialista português e foi opositor do ditador fascista António de Oliveira Salazar que durou 41 anos. O escritor ficou exilado na Argélia durante todo o período da ditadura portuguesa. O poema abaixo simboliza a resistência contra o governo salazarista: Trova do Vento que … Continuar lendo Uma ode à liberdade: “Trova de vento que passa”, de Manuel Alegre