Resenha: “Os vestígios do dia”, do Nobel Kazuo Ishiguro

Kazuo Ishiguro (Nagasaki, 08/11/1954), japonês, mas oficialmente é britânico, já que o Japão não admite dupla cidadania. Foi morar com os pais na Inglaterra quanto tinha cinco anos. É doutor em Escrita Criativa e ganhou o Nobel de Literatura nesse ano, uma escolha muito mais unânime que o anterior Bob Dylan. Ishiguro estreou como escritor … Continuar lendo Resenha: “Os vestígios do dia”, do Nobel Kazuo Ishiguro

Mario Vargas Llosa anuncia nome do seu novo livro

No último dia 25 de abril, o prêmio Nobel de Literatura, o peruano Mario Vargas llosa, foi entrevistado pelo diretor do El País, Antonio Caño, na FIE2015 ("Foro Internacional del Español ") e anunciou o nome do seu novo livro (ainda sendo escrito): "Cinco esquinas". "O jornalismo e a linguagem" foi o tema da entrevista, nela Llosa … Continuar lendo Mario Vargas Llosa anuncia nome do seu novo livro

Resenha: “Alabardas”, o último livro de José Saramago

Alabardas, alabardas, espingardas, espingardas está aqui na mão, acabou de sair do forno pela Porto Editora, o último romance inacabado do escritor português José Saramago (Azinhaga, 16/11/1922 - Lanzarote, 18/06/2010). Esse livro entrou nas livrarias de Portugal hoje, mas eu já o tinha há dois dias, e eis aqui a resenha no Falando em Literatura em primeira mão! Para … Continuar lendo Resenha: “Alabardas”, o último livro de José Saramago

Um conto de Alice Munro

Vamos começar a descobrir porquê é que ela ganhou o Nobel de Literatura. Alice Munro, 82 anos, costuma ambientar os seus textos em pequenas cidades, como esse "O amor de uma boa mulher" (título também do livro). Ela é uma excelente narradora, vai desenhando os objetos, o texto é muito descritivo, o que me deu … Continuar lendo Um conto de Alice Munro

Ganhador do Prêmio Nobel de Literatura 2011: Tomas Tranströmer

Esperei ansiosamente o anúncio do ganhador do Nobel de Literatura 2011,  hoje ao meio- dia (07:00- hora brasileira), pois Ferreira Gullar estava no páreo, mas com poucas possibilidades, porque o favorito era o cantor americano Bob Dylan. Num clima de tristeza escrevo esse post,  dia cinza,  dia em que faleceu Steve Jobs, o revolucionário que criou … Continuar lendo Ganhador do Prêmio Nobel de Literatura 2011: Tomas Tranströmer