“Consciência corporal”: tecnologias de formação do sujeito em “O Estrangeiro”, de Albert Camus, por Elton Uliana

Albert Camus

  Durante séculos a pena de morte, muitas vezes acompanhada de refinamentos barbáricos, tenta conter o crime; no entanto, o crime persiste. Por quê? Porque os instintos que estão em guerra no homem não são, como afirma a lei, forças constantes em um estado de equilíbrio.  (Albert Camus)     O Estrangeiro (1942), de Albert Camus, … Continuar lendo “Consciência corporal”: tecnologias de formação do sujeito em “O Estrangeiro”, de Albert Camus, por Elton Uliana

Resenha: “Tartufo”, de Molière

Você sabe o motivo da cor amarela ser considerada de má sorte para os atores? Continue lendo para descobrir! Literatura clássica francesa. Livros seculares como "Tartufo", do parisino Molière, emocionam- me muito! Uma obra assim você não pode deixar de colocar na sua lista de leituras. Ela representa com perfeição arquétipos sociais, como a hipocrisia, … Continuar lendo Resenha: “Tartufo”, de Molière

O poder da alegria, do filósofo Frédéric Lenoir

A natureza nos avisa mediante um signo preciso de que alcançamos nosso destino. Esse signo é a alegria. (Bergson) Esse livro não se vende como auto- ajuda, embora possa ajudar muita gente. O autor nos convida a conhecer a alegria verdadeira e profunda, a forma mais desejável de felicidade, baixo uma visão filosófica. E sim, há … Continuar lendo O poder da alegria, do filósofo Frédéric Lenoir

Resenha: “O estrangeiro”, de Albert Camus

Essa é uma das leituras mais complicadas que já fiz. A análise não está completa, talvez nunca esteja, ainda estou pensando. Depois de ter lido "A queda" e ter adorado, emendei com "O estrangeiro", que é uma das obras mais conhecidas de Albert Camus. História complexa. Confesso que me faltam recursos "técnicos" em Psicologia para … Continuar lendo Resenha: “O estrangeiro”, de Albert Camus

SORTEIO de livros: “Quem são os leitores do Falando em Literatura?”

Queremos traçar o perfil dos nossos leitores e saber o que vocês gostariam de ver por aqui. O seu nome, cidade e idade vai ter prêmio: dois livros! Quem se manifestar e dizer (exemplo): "Oi, sou Fulano, tenho 18 anos, moro em Manaus e gostaria de ler mais sobre Machado de Assis". Quem cumprir as regras (abaixo) … Continuar lendo SORTEIO de livros: “Quem são os leitores do Falando em Literatura?”

Livrarias de Madri (3ª): “Pasajes”

A livraria internacional Pasajes ("Passagens") é especializada em livros em outros idiomas, mas como sempre, o português é muito pouco privilegiado, uma estante pequena com uma maioria de escritores portugueses e três ou quatro livros de escritores brasileiros. Clarice Lispector, Nélida Piñón e Rubem Fonseca. Bons, mas tenho todos. Essa livraria foi fundada em 1999 e … Continuar lendo Livrarias de Madri (3ª): “Pasajes”

“No café da juventude perdida”, Patrick Modiano

(...) Às vezes te oprime o coração quando pensa nas coisas que podiam ter sido e que não foram, ainda digo agora inclusive, que a casa continua vazia esperando- nos. (Ronald, p. 128) Prepare uns sapatos confortáveis porque você vai caminhar muito pelas ruas de Paris! Livro com encanto, tom nostálgico, de memórias, mistério, de um amor inesquecível … Continuar lendo “No café da juventude perdida”, Patrick Modiano