“Perto do Coração Selvagem”, Clarice Lispector

"Continuo sempre me inaugurando, abrindo e fechando círculos de vida, jogando- os de lado, murchos, cheios de passado. (...) Momentos tão intensos, vermelhos, condensados neles mesmos, que não precisam de passado nem futuro para existir." (Clarice Lispector) A escritura de Clarice é composta por senhas, mensagens, enigmas...sobre a sua própria vida? Não sei se foi … Continuar lendo “Perto do Coração Selvagem”, Clarice Lispector