Resenha: “A cidade Sitiada”, de Clarice Lispector

Perder- se também é caminho (p.138) Na minha conversa diária com os escritores através de suas vivas literaturas, é onde encontro respostas para as minhas diversas inquietações. Há mais diálogo produtivo e interessante com os mortos, do que com os vivos. Estado de sítio, segundo a Constituição do Brasil: Art. 137 – O Presidente da … Continuar lendo Resenha: “A cidade Sitiada”, de Clarice Lispector

Escritores e o fascismo: quando pensar mata

Para os desavisados: literatura tem TUDO a ver com política! Já se fala até em proibição de livros. Escritores, jornalistas, estudantes e artistas sempre foram vítimas diretas da ditadura no Brasil e nos governos fascistas pelo mundo, ao contrário do que declarou o candidato à República brasileira que, "nas ditaduras só desapareceram bandidos". Mesmo os … Continuar lendo Escritores e o fascismo: quando pensar mata

Uma resenha e algo mais: “O mal- estar global”, de Noam Chomsky

Já ouviu falar do "efeito borboleta"? Esse efeito faz parte da "teoria do caos" do metereologista e filósofo americano Edward Lorenz. O mundo está ligado em todos os seus aspectos, é como se tivesse um fio elétrico invisível interligando tudo. Lorenz diz que, por exemplo, se uma borboleta bater as asas no Brasil, isso pode … Continuar lendo Uma resenha e algo mais: “O mal- estar global”, de Noam Chomsky

Bandido Social e a neofavela: descolonização e criminalidade em “Cidade de Deus”, por Ísis Moraes

Você sabe o porquê do Brasil ser tão violento? O colonizador saiu do Brasil, mas a mentalidade da colônia permanece. Leia o irretocável e esclarecedor texto de Ísis Moraes:   Bandido Social e a neofavela: descolonização e criminalidade em Cidade de Deus As margens da sociedade sempre reservaram aos seus inquilinos uma ampla galeria de … Continuar lendo Bandido Social e a neofavela: descolonização e criminalidade em “Cidade de Deus”, por Ísis Moraes

Resenha: “Memorial de Aires”, de Machado de Assis

Resenha de "Memorial de Aires", de Machado de Assis.

“A morte do leiteiro”, de Carlos Drummond de Andrade

  Morte do Leiteiro (Carlos Drummond de Andrade) Há pouco leite no país, é preciso entregá-lo cedo. Há muita sede no país, é preciso entregá-lo cedo. Há no país uma legenda, que ladrão se mata com tiro. Então o moço que é leiteiro de madrugada com sua lata sai correndo e distribuindo leite bom para gente … Continuar lendo “A morte do leiteiro”, de Carlos Drummond de Andrade