Resenha: Bibliomania, de Gustave Flaubert

Bibliomania é a mania compulsiva de colecionar livros. A patologia pode ser detectada quando a pessoa coleciona livros iguais, do mesmo autor, mesma edição, sem a menor utilidade e que não teria valor para um verdadeiro colecionador. Mas, no nosso caso, vamos falar de ficção: "Bibliomania", conto do escritor francês Gustave Flaubert (Ruão, 12/12/1821 – Croisset, 08/05/1880). Gustave Flaubert fotografado … Continuar lendo Resenha: Bibliomania, de Gustave Flaubert

Resenha: Meninos, eu conto, de Antônio Torres

"Meninos, eu conto" está "classificado" como literatura infanto- juvenil, mas é adequado para todas as idades. E atenção, professores: altamente recomendado para ler na escola! Antônio Torres (Sátiro Dias, antigo Junco, Bahia, 13-09-1940)  é um mestre do romance, mas aventurou- se também pelo conto e saiu com essas três histórias: Segundo Nego de Roseno, Por um … Continuar lendo Resenha: Meninos, eu conto, de Antônio Torres

Resenha: Para que serve a literatura?, de Antoine Compagnon

Um pouco de teoria. Todo estudante de Letras deveria ter esse livro, porque dá muitas noções básicas e essenciais sobre a teoria da literatura em poucas páginas, é o bê a bá da literatura. Talvez seja mais importante responder "Para que serve a literatura?", do que a costumeira "O que é a literatura?". O belga Antoine Compagnon … Continuar lendo Resenha: Para que serve a literatura?, de Antoine Compagnon

“Oficina Irritada”, Carlos Drummond de Andrade

  Oficina Irritada "Eu quero compor um soneto duro como poeta algum ousara escrever. Eu quero pintar um soneto escuro, seco, abafado, difícil de ler. Quero que meu soneto, no futuro, não desperte em ninguém nenhum prazer, E que, no seu maligno ar imaturo, ao mesmo tempo saiba ser, não ser. Esse meu verbo antipático … Continuar lendo “Oficina Irritada”, Carlos Drummond de Andrade

Resenha: “Em busca do tempo perdido- No caminho de Swann”, Marcel Proust

(...) Mas, quando nada subsiste de um passado antigo, após a morte dos seres, após a destruição das coisas, apenas o cheiro e o sabor, mais frágeis mas vivazes, mais imateriais, mais persistentes, mais fiéis, permanecem ainda por muito tempo, como almas, a fazer- se lembrados, à espera sobre a ruína de tudo o resto*, … Continuar lendo Resenha: “Em busca do tempo perdido- No caminho de Swann”, Marcel Proust

Livraria com charme: La central (Callao, Madri)

A livraria espanhola La Central foi fundada em 1995 em Barcelona, possui umas lojas encantadoras. É uma das minhas livrarias preferidas, pois encontro literatura brasileira original, coisa que não é tão fácil por aqui. Visitei ontem a loja que fica no centro de Madri, na Plaza de Callao e fiquei admirada em ver tantos escritores brasileiros … Continuar lendo Livraria com charme: La central (Callao, Madri)

Uma biblioteca ilustre

Especialmente para todos os que amam bibliotecas. Martín de Riquer na sua biblioteca. Martín de Riquer (Barcelona, 03/0571914 - Barcelona, 17/09/2013) foi um doutor em Filologia Românica, especialista em literatura medieval e trovadoresca, escreveu vários livros teóricos sobre literatura, como "Para ler  Cervantes". Foi professor emérito na Universidade de Barcelona, membro da Academia Real de Letras Espanhola, ganhou prêmios importantes na … Continuar lendo Uma biblioteca ilustre