No dia da morte de Carlos Drummond de Andrade

No dia da morte de Carlos Drummond de Andrade (17/08/1987), há 23 anos, eu estava vivendo o meu primeiro amor na Bahia, chovia e estava nublado no Rio de Janeiro, o Vasco comemorava o campeonato Estadual, estavam acontecendo os jogos Pan- Americanos, Nelson Piquet ficou em 2º lugar no GP na Áustria, também seu aniversário, … Continuar lendo No dia da morte de Carlos Drummond de Andrade

Livros

Composição: Caetano Veloso Tropeçavas nos astros desastrada Quase não tínhamos livros em casa E a cidade não tinha livraria Mas os livros que em nossa vida entraram São como a radiação de um corpo negro Apontando pra a expansão do Universo Porque a frase, o conceito, o enredo, o verso (E, sem dúvida, sobretudo o … Continuar lendo Livros

Português de Portugal X Português do Brasil (4)

Apesar de Margarida Rebelo Pinto escrever em um português mais "neutro", digamos assim, sem tantas expressões lusas, retirei alguns vocábulos do seu livro "O dia em que te esqueci", que seriam escritos diferentes em português brasileiro: Portugal   X    Brasil 1. Piroso - brega 2. Pilinha- pintinho (pênis) 3. Espaguerte- espaguete 4. Alcunha- apelido … Continuar lendo Português de Portugal X Português do Brasil (4)

Alberto Vázquez Figueroa, pioneiro no livro horizontal

Conheci pessoalmente na última Feira do Livro de Madri, o simpaticíssimo Alberto Vazquez Figueroa, importante escritor contemporâneo espanhol. Ele trouxe uma inovadora forma no seu mais recente livro, "O mar em chamas", que foi impresso na forma horizontal. As vantagens do novo formato é que, além de economizar papel e ser mais ecológico, a iluminação … Continuar lendo Alberto Vázquez Figueroa, pioneiro no livro horizontal

O dia em que te esqueci

Esse foi o primeiro livro que li da portuguesa Margarida Rebelo Pinto (Lisboa, 1965): O dia em que te esqueci. Para todas as mulheres que viveram um grande amor. A todos os homens que o perderam. Se fosse mais leve,  bem- humorado e fashion eu o classificaria de chick- lit, mas não é o caso. A … Continuar lendo O dia em que te esqueci

Mude de ideia

"Idéia" ou "ideia"? No Brasil, a grafia pedia o acento agudo, mas ele caiu com a última reforma ortográfica que entrou em vigor em janeiro de 2009. A regra é simples: Não se usará mais acento agudo nos ditongos abertos “ei” e “oi” de palavras paroxítonas, como “assembléia”, “idéia”, “heróica” e “jibóia”. Portanto, mude de ideia.

Português Portugal X Português Brasil (3)

Lendo "Tristessa" (Jack Kerouac), numa edição portuguesa, notei a enorme quantidade de palavras e expressões com sotaque luso, que no português do Brasil seriam de outra forma. Pequeno dicionário Portugal- Brasil, selecionei algumas: Portugal X Brasil 1. Bêbedo = bêbado 2. Surripiar= surrupiar 3. Encarnada= vermelha 4. Guarda- freio= maquinista de trem 5. Carris= trilhos … Continuar lendo Português Portugal X Português Brasil (3)